• Viver Oeiras

Turbo-Rotundas: para quando em Oeiras?

Atualizado: 25 de Nov de 2019

À semelhança de muitas cidades por esse mundo fora, Oeiras também adotou o formato de rotunda como a melhor forma de escoar o trânsito, prevenir acidentes e ao mesmo tempo embelezar o território. Tirando o último ponto - sujeito à subjetividade do observador - podemos todos assentir que as rotundas, na generalidade dos casos, serviram o seu propósito.


Contudo, com o crescimento da população dos grandes centros urbanos e a saturação das redes viárias, até mesmo as nossas velhinhas e tradicionais rotundas parecem já não ser suficientes para o cada vez maior exército de automóveis a circular nas nossas estradas, principalmente nas horas de ponta.


Para fazer face a este constrangimento, alguns países têm vindo a desenvolver novas formas de garantir incrementos substanciais na fluidez do tráfego e na redução de acidentes.


É o caso das Turbo-Rotundas, que para além de garantirem mais segurança, também são mais ecológicas, uma vez que permitem reduzir a concentração de dióxido de carbono.



Este conceito nasceu na Holanda, em 1996, pelo investigador Lambertus Fortuijn, da Universidade de Delft e tem tido excelentes resultados noutros países europeus, tais como na Alemanha, Noruega, Finlândia, Eslovénia, Polónia e Espanha, assim como nos Estados Unidos da América.


Em Portugal o conceito demora ainda a enraizar-se e o melhor exemplo - embora não o seja totalmente - é a rotunda do Marquês de Pombal em Lisboa, que em 2012 separou o trânsito interior (mais rápido e com menos saídas), do exterior (mais lento e com todas as saídas).


E no concelho de Oeiras, será que este conceito é uma mais valia?

Identifica alguma rotunda atual onde acha que faz sentido uma Turbo-Rotunda?


Veja o vídeo para entender melhor o funcionamento:

Participe na plataforma www.viveroeiras.pt

Deixe o seu testemunho. Faça parte deste movimento.

Imagens/vídeo: Internet

Autores:

Pedro Fonseca/Fernando Santos

  • Ícone do Facebook Branco
  • Branca Ícone Instagram

Receba as nossas atualizações

© 2019 por ViverOeiras ® 

viveroeiras_004.png